Cinema – ( Análise ) Recém – Chegada

recem-chegada-poster01

Por Lucas Marques.

Se houve algo que me surpreendeu grandemente ao assistir Recém – Chegada, foi o de constatar que um de seus roteiristas, C.Jay Cox, comete uma espécie de auto-plágio ao utilizar a mesma premissa adotada em seu roteiro do filme “Doce Lar” nesse seu ‘novo trabalho(escrito juntamente com o inexperiente Ken Race).E essa mesma atitude pôde ser  vista em outro caso semelhante no ínicio desse ano com o roteirista Eric Roth, que praticamente reciclou seu roteiro de “Forrest Gump” e, com isso, realizou o mediano “O Curioso Caso de Benjamin Button”. Isto seria um novo movimento narcisístico de roteiristas, ou simplesmente a falta de criatividade rondando (leia-se:morando há tempos) em Hollywood?

090430-142854-2-2 Bem, divagações à parte, vamos a trama do longa; Lucy Hill (Renée Zellweger) é uma poderosa e ambiciosa executiva, acomodada no estilo de vida que leva em Miami – roupas, sapatos, carros e casas luxuosas. Quando surge a chance de reestruturar uma fábrica, no meio do nada, no gélido estado de Minnesota, Lucy vê a chance de uma promoção e aceita num estalar de dedos. A princípio, ela é recepcionada friamente pelos moradores da cidadezinha, mas aos poucos vai percebendo o surgimento do aconchego da amizade e do amor, transmitidos por seus novos amigos e pelo sedutor Ted Mitchell (Harry Connick Jr.), e percebe que sua `vida boa` na cidade grande não é nada comparada ao doce sentimento de se ter um convívio social cercado de carinho e amizade.

O filme é produzido de forma incrivelmente burocrática por seus idealizadores. Cox, mais uma vez aposta suas fichas em piadinhas ingênuas e previsíveis gags visuais ( percebam a cena na qual a personagem de Zellweger chega ao aeroporto carregando desajeitosamente um excesso de bagagens, atraindo, obviamente, a atenção de todos ali, e logo em seguida é supreendida, comicamente é claro, pelo clima do local ), que tentam a todo custo provocar o riso – algo que é ainda mais salientado pela maniqueísta trilha sonora de John Swihart, que utiliza sons engraçadinhos e curiosos para (tentar) trazer comicidade às ineficazes cenas de humor do longa.

090430-142854-1-2 A atriz Renée Zellweger, aliás, é prejudicada pelo roteiro que atribui à grande parte de suas personagens um ar caricatural e estereotipado – e é frustante constatar que, como sempre acontece em produções ambientadas no interior dos Estados Unidos, a previsível e batida `lição-de-moral` sobre o valor da honestidade `caipira` contra o `monstruoso cinismo` das cidades grandes, é utilizada como forma de trazer uma lição ou reflexão para o espectador ( assim como em “Doce Lar” ).

Um dos poucos atrativos, ou talvez o único, presente no longa está na irreverente interpretação de J.K Simmons; através de seu ótimo timing cômico, o ator consegue trazer um carisma maior à sua personagem, que, infelizmente, é abandonada pelo roteiro de Cox e Rance. Já Harry Connick Jr., não sai do esterereótipo do pai viúvo e bonitão, que apesar de sentir a falta da esposa, certamente se apaixona pela personagem de Zellweger ao longo da narrativa. Completando o elenco, a simpática Siobhan Fallon fica presa a um papel ingrato e caricato.

É lamentável constatar que roteiristas estão chegando ao ponto de reciclarem seus próprios trabalhos, privando somente fins financeiros e descartando a originalidade característica de sua profissão – e ao que reflete as bilheterias, essa prática só irá se perpetuar ao longo dos anos. Vida longa à Charlie Kaufman, Paul Thomas Anderson e a Chistopher Nolan, nossas esperanças a esse cenário decadente.

~ por habibsarquis em 15/05/2009.

2 Respostas to “Cinema – ( Análise ) Recém – Chegada”

  1. Essse já seria um dos filmes que eu nunca veria, depois de ler esse texto então…
    Muito bem escrito e vejo que possui um bom conhecimento de cinema.

  2. eu adoro essa atriz, que so de pensar nela atuando, me faz gostar do filme
    I love rene zellweger

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: